Projeto pode obrigar hospitais a terem certificação de qualidade

Written by admin on . Posted in Notícias

Acreditacao Hospitalar

Projetos importantes para a área de Saúde tramitarão nas comissões do Congresso. A Câmara analisará esta semana o Projeto de Lei 5503/13, que obriga hospitais públicos e privados, vinculados ou não ao Sistema único de Saúde (SUS), a passarem por avaliações periódicas e processos de certificação da qualidade.

A proposta altera a Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080/90) e prevê que “serão estabelecidos em regulamento os modelos, as metodologias de avaliação, os indicadores e os padrões de qualidade admitidos, assim como os critérios para a habilitação de prestadores de serviços de avaliação e certificação de qualidade”.

A proposta foi apresentada pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) e aprovada pelo Senado. O texto abre a possibilidade de que outros serviços de saúde, como postos e laboratórios, possam ser avaliados pela mesma metodologia, caso as autoridades entendam que há necessidade.

A proposta tramita em caráter conclusivo e será avaliada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso seja aprovada, a lei tem prazo de 360 dias para ser implantada.

Receita médica

Já a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga médicos a emitir receitas digitadas ou eletrônicas aos pacientes. A medida faz parte do Projeto de Lei 3344/12, do deputado Ademir Camilo (PSD-MG), que também estabelece as informações mínimas a serem incluídas no documento.

Uma emenda do relator, deputado Augusto Coutinho (DEM-PE), alterou o texto original para determinar que a obrigatoriedade vale apenas nas cidades com mais de 300 mil habitantes ou no caso de o médico receitar produtos integrantes do Programa Farmácia Popular. Nas cidades menores e na prescrição de remédios não subsidiados, fica liberado o uso da receita manual.

A redação proposta por Ademir Camilo obrigava a receita digitada ou eletrônica nas localidades com mais de 200 mil habitantes ou na prescrição de remédios do Farmácia Popular. Coutinho ressaltou, no entanto, que alguns hospitais de cidades menores não têm infraestrutura mínima de funcionamento e, por isso, não poderiam obedecer à norma.

“Para se exigir o receituário eletrônico deve-se partir do pressuposto que os hospitais públicos e postos de saúde nos municípios com mais de 200 mil habitantes dispõem de computadores para os médicos emitirem a prescrição eletrônica, o que não é uma realidade brasileira”, argumentou.

O projeto também define informações mínimas que devem constar da receita: identificação do paciente; nome do medicamento; modo de usar ou posologia; duração do tratamento; local e data da emissão; assinatura e identificação do médico com o número de registro no respectivo conselho profissional; e espaço em branco para preenchimento, pela farmácia, do número do lote e do prazo de validade do remédio.

As receitas também deverão indicar se o medicamento prescrito é genérico ou de marca. Neste último caso, o nome do genérico também deverá constar do documento. A proposta, que está sujeita a apreciação conclusiva, ainda será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Saúde Web

Novo site da Aptools: Acessibilidade e interação entre cliente e empresa

Written by admin on . Posted in Notícias

A Aptools lançou este mês o seu novo site. Que foi completamente redesenhado para proporcionar ao seu público uma maior acessibilidade e interação entre cliente e empresa. Usando uma nova tecnologia (WordPress), possibilita também uma melhor exposição dos seus produtos e ferramentas, tendo um foco mais direcionado a ter um relacionamento bem mais próximo com o seu cliente, além de contar é claro, com um aprimoramento dos recursos já existentes no antigo site.

Esta nova versão nos oferece um dinâmico sistema de notícias, onde as novidades e acontecimentos importantes sobre a empresa e demais assuntos da área, chegarão mais rápido ao conhecimento dos seus visitantes. Além disso, o cliente agora se beneficia com um espaço mais ampliado e ágil de comunicação, através do formulário de contato, de comentários nos posts, e da página no Facebook, entrando de vez no mundo das redes sociais. É a Aptools preocupada em alinhar a qualidade dos seus serviços e produtos com o atendimento e relacionamento dos seus clientes, visando uma melhor satisfação entre eles.

A Aptools disponibiliza agora em seu site, uma ferramenta online criada para facilitar o serviço de validação de XML

Written by admin on . Posted in Notícias

Exemplo de arquivo XML válido

Exemplo de arquivo XML válido

A Aptools disponibiliza agora em seu site, uma ferramenta online criada para facilitar o serviço de validação de XML. A ideia é que qualquer pessoa possa visualizar e validar os XML’s nos padrões utilizados pela ANS (Agência Nacional de Saúde), que são: TISS da versão 2.01.02 a 2.02.03, RadarTISS, SIB, SIP e DIOPS.

Valide seu XML agora mesmo aqui

O diferencial dessa ferramenta é que os erros são apontados no local em que ocorrem e as principais mensagens de erro, ao contrário de outras ferramentas do gênero, são em português, dando maior viabilidade para que mesmo as pessoas que não tenham um conhecimento técnico possam entender.

A FEMICE em parceria com a APTOOLS realiza treinamento para o novo sistema de Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial (CIHA)

Written by admin on . Posted in Notícias

No dia 12 de agosto (sexta-feira), a FEMICE realizou um treinamento para o novo sistema de Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial (CIHA), voltado para os profissionais da área de faturamento e demais interessados. O evento foi realizado nas dependências da Faculdade Lourenço Filho, que prontamente cedeu o espaço.

De início, o assessor jurídico da FEMICE e do SINDHEF, o Dr. Jardson Cruz, falou um pouco sobre a nova lei da filantropia e destacou a importância de profissionais bem treinados, tendo em vista que os registros dessas informações são de fundamental importância para todas as instituições, já que servirão como base para o processo de concessão e renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social/Saúde (CEBAS).

O treinamento foi ministrado pelo consultor e implantador de sistemas da Aptools Assessoria e Sistemas, Josias Araújo de Sousa, que diz “o nível de orientação ao novo aplicativo CIHA requer um conhecimento mais amplo e profundo dos perfis à serem executados na forma de cobrança dos procedimentos vigentes, em que os atendimentos ambulatoriais ou de internação, devem ser encaminhados mensalmente ao departamento de informática do SUS (DATASUS)”.

As profissionais do setor de faturamento, Maria do Carmo e Maria Aleluia, da Sociedade de Assistência e Proteção a Infância de Fortaleza (SOPAI Hospital Infantil Luis França), falaram sobre a importância dessa capacitação, “A versão antiga em que era só internamento, era bem prático, mas agora tem muitas mudanças, eu não estou gostando não, mas com esse treinamento a gente fica bem mais preparada”, disse Maria Aleluia. “Vai dar um trabalho para se adaptar ao novo sistema, nós chegamos aqui sem saber de nada, mas já estamos aprendendo principalmente a parte ambulatorial, que a gente não fazia antes”, complementou Maria do Carmo.

O Conteúdo programático foi:
  • Apresentação do CIHA01
  • Instalação Firebird
  • Instalação CIHA01
  • Tabelas para atualização
  • Cadastrar o estabelecimento
  • Atualizar tabelas
  • Cadastrar pacientes
  • Registro consolidado
  • Registro individualizado
  • Registro de atendimento ambulatorial e internação hospitalar
  • Alta de internação
  • Consulta às tabelas do sistema
  • Relatórios do sistema
  • Manutenção
  • Importação e exportação
  • Exportação da movimentação
  • Encerramento e entrega dos certificados de participação do treinamento
treinamento_ciha_01 treinamento_ciha_02 treinamento_ciha_03 treinamento_ciha_04